Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Politica de Privacidade .

VW Tiguan R-Line vence Honda CR-V e Chevrolet Equinox em comparativo

Criado em 24/07/2021

VW Tiguan R-Line vence Honda CR-V e Chevrolet Equinox em comparativo

A briga pela preferência do público no mercado dos utilitários-esportivos médios ficou mais acirrada com a chegada das novas versões do VW Tiguan e do Honda CR-V. Junto com o Chevrolet Equinox, eles passaram pela avaliação do Jornal do Carro. Continue lendo e descubra quais são os diferenciais que fizeram com que o modelo da marca alemã fosse eleito como a melhor opção do segmento.

Feito no México, o Tiguan tem motor 2.0 turbo de 220 cv e torque de 35,7 mkgf. Além disso, o câmbio automatizado de sete marchas tem duas embreagens e faz mudanças rápidas e sem trancos.

Com isso, o VW se mostra ágil em qualquer situação. Além disso, foi considerado “muito bom de guiar”. Sobre o acabamento, o comparativo considerou que “é bem feito e a cabine, bonita. O painel virtual configurável dá charme especial e aspecto futurista ao interior do Tiguan”. Outro ponto avaliado pelo Jornal do Carro foi o porta-malas. O Tiguan tem capacidade para 686 litros, a maior capacidade.

Os sistemas eletrônicos do VW, especialmente os de segurança, são superiores aos que os concorrentes oferecem. Apenas a nova geração do SUV Volkswagen tem controlador de velocidade adaptativo, por exemplo. O Tiguan também é equipado com frenagem automática, que é acionada quando o sistema identifica que o motorista não está freando em caso de risco iminente de colisão, além de alerta para ponto cego.

O Tiguan é o único dos três SUVs que pode ter ar-condicionado de três zonas e sete lugares, além de painel totalmente virtual e configurável, com teto solar opcional.

No total, o Tiguan R-Line somou 92,5 pontos, 5,5 a frente do Equinox. O Honda CR-V ficou na terceira posição.